Beleza dos fios

Como escolher um xampu?

Veja qual é a melhor opção para você!

04/12/2015 por Evelize Bratfisch

folyic-blog-evelize-bratfisch-como-escolher-um-xampu-imagem-capa
folyic-blog-evelize-bratfisch-como-escolher-um-xampu-imagem-capa

04/12/2015

Como escolher um xampu?

Veja qual é a melhor opção para você!

por Evelize Bratfisch

0

Diante de tantas opções nas prateleiras, não sabemos qual xampu escolher para nosso cabelo… Antigamente era mais fácil, pois tínhamos xampu para cabelos secos, oleosos, normais e mistos; mais tarde surgiram os produtos “2 em 1”, mas a variedade era pouca. Hoje, nos deparamos com xampus para cabelos danificados, coloridos, lisos, ondulados, com progressivas, com necessidade de detox, volume, redução do frizz e filtro solar e até o polêmico Xampu Bomba, entre outros. E aí, como escolher o ideal?

Primeiramente, a função de um xampu é limpar os fios e o couro cabeludo. Mas, isso não quer dizer que se deve usar qualquer xampu; tem que levar em conta o estado dos fios e o tipo do couro cabeludo. Como fazer isto então? Tomemos como exemplo o tipo mais comum de cabelo das brasileiras: o quimicamente tratado, ou seja, aquele que possui algum tipo de alisamento, ou de tintura, muitas vezes os dois juntos… Independente de qual tipo este cabelo era quando virgem, após as químicas aplicadas ele já não tem a mesma lubrificação e integridade dos fios, então um xampu para este tipo de cabelo precisa limpar de forma suave e conter algum ativo que resista ao enxágue contribuindo para o tratamento do fio.

Não se deve comprar um xampu apenas pelas promessas milagrosas que o fabricante coloca na frente do rótulo! É importante ler principalmente o contrarrótulo, pois nele estão além das informações de modo de uso, também as da formulação e da empresa. Deve-se primeiro verificar se existe o número de autorização fornecido pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), responsável técnico registrado no CRQ (Conselho Regional de Química) ou no CRF (Conselho Regional de Farmácia). Essas informações garantem que o produto foi produzido de uma forma correta, que foi testado e que a formulação nos usos prescritos pelo fabricante, não causam danos ao consumidor. Mesmo um produto importado deve ter uma rotulagem contendo as informações do fabricante e importador.

Na FIGURA 1 abaixo, temos dois modelos de rotulagem com os dados da empresa: o primeiro é um produto importado e segue as normas do FDA (Food and Drugs Administration) e o segundo, é um produto brasileiro que segue as normas de rotulagem da ANVISA.

FIGURA 1 – Informações sobre a empresa (acervo próprio)

FIGURA 1 – Informações sobre a empresa (acervo próprio)

Certamente o que mais interessa aos consumidores, é entender o que significam todos os nomes em inglês da composição do xampu. Primeiro, a formulação dos cosméticos foi definida de forma que funcionasse como uma linguagem universal, ou seja, em qualquer parte do mundo o consumidor deveria entender o que está escrito… E na verdade não é bem assim, pois muitas pessoas não fazem a mínima idéia do que esses nomes querem dizer e, às vezes, são tão longos que parecem palavrões. Na FIGURA 2 abaixo, temos dois exemplos de formulações: uma importada e a outra nacional.

FIGURA 2 – Exemplo de formulação (acervo próprio)

FIGURA 2 – Exemplo de formulação (acervo próprio)

Vamos entender o que os termos mais comuns querem dizer. Veja:

folyic-blog-evelize-bratfisch-formulação-xampu-termos-mais-comuns-parte01folyic-blog-evelize-bratfisch-formulação-xampu-termos-mais-comuns-parte02

É muito importante respeitar o tipo de cabelo na hora da escolha de um xampu. Deve-se atentar aos produtos de uma mesma marca! Muitas vezes os fabricantes lançam uma linha grande de produtos, mas quando paramos para verificar a fórmula, ela é exatamente igual à dos outros produtos dessa linha, mudando apenas a cor ou a fragrância. Nunca deixe de verificar a existência das informações da empresa no rótulo do produto, porque infelizmente existem muitas empresas de “fundo de quintal” e muitos lojistas que não se importam com a qualidade e procedência do produto.

É sempre bom lembrar que a função principal de um xampu é limpar, e que não tem problema algum usar um xampu para cabelos oleosos na raiz e um restaurador para o comprimento, pois um problema comum em cabelos oleosos tingidos, é que quando a raiz está muito crescida, a oleosidade volta. O xampu é o primeiro passo no cuidado com o cabelo, porém não deixe de investir em produtos para condicionamento e tratamento, principalmente se o cabelo estiver danificado! Mas isto é assunto para um próximo capítulo…

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

  1. RIBEIRO, Claudio. Produtos para Higiene Capilar, 2015. Material disponibilizado para alunos da Pós-Graduação, Faculdades Oswaldo Cruz
  2. GARCIA, Ricardo D’Agostino. Ativos Capilares, 2014. Material disponibilizado para alunos da Pós-Graduação, Faculdades Oswaldo Cruz
  3. HALAL, John. Dicionário de ingredientes de produtos para cuidado com o cabelo. 1a. ed. São Paulo. Editora Senac, 2010
  4. http://www.chemspecs.com.br/?menu=03, acessado em 14/11/2015, às 11:25h
  5. http://www.mapric.com.br/produtos.php?lang=br, acessado em 14/11/2015, às 12:16h