Saúde do couro cabeludo

OS EFEITOS PROGRESSIVOS DA ESCOVA PROGRESSIVA (ALERTA)

17/03/2017 por Drª Anaflávia Oliveira

efeitos da escova progressiva
efeitos da escova progressiva

17/03/2017

OS EFEITOS PROGRESSIVOS DA ESCOVA PROGRESSIVA (ALERTA)

por Drª Anaflávia Oliveira

0

O QUE NÃO TE CONTARAM SOBRE OS PROBLEMAS QUE A ESCOVA PROGRESSIVA ESTÁ CAUSANDO E QUAIS AS CONSEQUÊNCIA PARA SUA SAÚDE.

Queria compartilhar um caso triste com vocês. Espero que isso ajude outras pessoas a chegarem nesta situação. Em dezembro, atendi uma paciente com uma queimadura grave pós alisamento. Feridas espalhadas por todo o couro e muita dor. Nem preciso falar o quanto isso impactou a vida dela. E eu ali, me colocando no lugar dela, senti também seu desespero e indignação. Conversamos muito, expliquei sobre composição dos alisamentos, as verdades do mercado de alisamentos, a ação dos ativos no couro e nos fios e suas consequências.

Não posso dizer o nome do produto, mas ele prometia ser o melhor do mundo. Alisa, trata e não tem formol. Uma embalagem bem bonita que causaria desejo nas mulheres. Que decepção!

No texto A ESCOVA PROGRESSIVA FAZ MAL AO CABELO? a nossa colaboradora Evelize explicou o que é e como age a progressiva. Hoje, quero dar ênfase nas consequências e experiência clínica.

A escova progressiva significa um tipo de alisamento ácido no cabelo. Há vários componentes com essa finalidade, como por exemplo o formol, ácido glioxílico e outras patentes. Através do calor que é associado durante o alisamento, ocorre uma fusão destas substâncias com a queratina do cabelo, deformando a cutícula e criando um filme oclusivo sobre a fibra capilar Abaixo, alguns efeitos da progressiva no couro cabeludo e nos fios.

Efeitos Nocivos da Escova Progressiva:

  • Alteração de pH do couro cabeludo – o pH muito ácido pode causar uma queimadura química causando inflamação intensa.
  • Irritações, dor, coceira e descamações no couro cabeludo.
  • Maior risco de alergias e dermatites de contato.
  • Desidratação dos fios já que o cabelo não consegue mais absorver água.
  • Dificuldade para repor aminoácidos e vitaminas no cabelo.
  • Cabelos menos resistentes e mais quebradiços. Ou seja, posteriormente, o cabelo não consegue absorver outros ativos de tratamentos, vitaminas e água.
  • Formol: maior risco de desenvolver câncer em vias aéreas e sistema nervoso central além de alergias graves, potencialmente fatais.

Lembre-se que os efeitos são também PROGRESSIVOS. É comum não haver nenhuma percepção na primeira aplicação. Como os efeitos são cumulativos, vamos perceber as primeiras consequências após meses ou anos de aplicação. Mas, o risco existe e ele é real e alto.

Há outras formas de alisamento para o cabelo e há 2 fatores importantíssimos que não podem ser ignorados por quem opta por esse procedimento: O produto específico para seu tipo e estado de cabelo e o cabeleireiro que seja tricologista ou terapeuta capilar experiente que domine todas as técnicas.

Eu e outras colegas tricologistas, fazemos um trabalho de formiguinha, indo contra o que tem no mercado atual. Aos poucos, vamos trazendo um pouco de luz nas informações divulgadas em diversos meios. O que nos deixa feliz é saber quando alguém busca informações antes de optar em fazer o procedimento. Ao se conscientizar, vão buscar por procedimentos que vão fortalecer e valorizar a beleza de seus cabelos, e não o contrário. E esse número vem aumentando… :)

Converse com seu tricologista e tire todas suas dúvidas.