Saúde do couro cabeludo

Tratamentos Naturais nos Tratamentos Capilares

27/10/2017 por Amanda Barbeito

Tratamentos Naturais nos Tratamentos Capilares
Tratamentos Naturais nos Tratamentos Capilares

27/10/2017

Tratamentos Naturais nos Tratamentos Capilares

por Amanda Barbeito

0

A IMPORTÂNCIA DOS ÓLEOS ESSENCIAIS NA TERAPIA CAPILAR E TRICOLOGIA

Assunto de grande importância nos dias de hoje, e um dos preferidos na nossa época fitness de corpo e alma. Daria para passar dias aqui escrevendo para vocês sobre essas belezinhas… Os óleos essenciais residem em pequenas bolsas (tricomas) nas plantas e são rompidos naturalmente por elas liberando uma nuvem aromática ao seu redor ou são rompidos durante próprio processo de extração do óleo. São considerados a alma, a essência da planta, muito concentrados e complexos. Alguns podem passar mais de 300 componentes químicos, penetram muito bem em nossa membrana celular, em até 100x mais que a água e dissolvem nos lipídios do nosso corpo. Cada um deles funciona de uma forma diferente no organismo humano, sua substância possui ativos farmacológicos altamente concentrados. Por isso, antes de se trabalhar com eles, devemos entender muito bem seus princípios para que assim possamos desfrutar de todos os seus benefícios e não simplesmente ler nosso artigo e sair aplicando o óleo essencial em qualquer região, jeito ou pessoa. 

Possuem incríveis ações nas patologias e controle de algumas disfunções fisiológicas quando aplicados de forma tópica e também trazem benefícios quando inalados. Podem por exemplo acalmar, deixar mais animado e até mesmo ajudar na concentração. O que juntos, nas sessões de terapia capilar são sempre muito bem-vindos! Visando que não tratamos apenas a patologia, mas sim um tratamento integrado, corrigindo o que está tirando aquele organismo da sua homeostase.

Existem sempre os queridinhos, né?!  Nos óleos essenciais não é diferente… temos milhares deles, mas durante as minhas sessões como terapeuta, eu sempre seleciono pelo menos dois pra cada função essencial dos tratamentos. Assim, cada um dos pacientes podem escolher o aroma no qual ele se identifica mais.

Saiba os principais óleos essenciais utilizados nos tratamentos capilares

Obs: Os nomes em parênteses são como podemos os encontrar nos artigos.

– LAVANDA (Lavandula Angustifolia): Para acalmia, analgesia, melhora da inflamação, hidratação do couro cabeludo e da fibra. Pode ser utilizado em todos os casos de irritabilidade, inflamação, e qualquer tipo de vermelhidão. Eles são muito bem vindos e apenas em uma aplicação já observamos melhora! Auxiliam no tratamento de foliculite, caspa, psoríase, dentre outras patologias com sinais inflamatórios.

– MELALEUCA (Tea Tree ou Melaleuca Alternifolia Cheel) E CEDRO (Cedarwodm ou Cedrela Fissilis Vell): A melaleuca é uma querida queridinha, também conhecida como árvore do chá ou tea tree! Os dois são bactericidas e fungicidas, são mais utilizados nas terapias quando precisamos dessa boa ação de limpeza como nos casos de caspa e seborreias. A peculiaridade do cedro é que ele confere força também para esse fio, e couro cabeludo, mantendo tudo em um estado muito mais saudável.

Melaleuca Alternifolia Cheel

Melaleuca Alternifolia Cheel

– ALECRIM (Rosemaary ou Rosmarinus Officinalis): O alecrim é um dos meus óleos essenciais preferidos, pois além de estimulante e vasodilatador, tem um aroma delicioso. Pode ser utilizado nos casos de calvície, estimulando aquele folículo que está em estado de “dormência”. Deve-se ter cuidado ao utilizar em clientes/pacientes com pressão alta.

– YLANG YLANG (Cananga Odorata): O ylang ylang tem uma ação semelhante e complementar do alecrim e sua presença é comum nos tônicos capilares. Contribui na normalização da produção sebácea, fazendo um par perfeito com o alecrim para tratar algumas alopecias.

O mercado dos naturais tem crescido cada vez mais, e assim não menos importante,  atingido a área da Tricologia também.  Independente da idade, sexo, ou região, a tendência de se usar apenas produtos naturais, tratamentos naturais, detox e até mesmo roupas, que ao invés de fibras de animais são preferidas as que são confeccionadas por fibras de planta. Alguns desconfiados já chegam perguntando se aquele ativo com planta realmente funciona como aquele de alta tecnologia nova que tal empresa lançou, mas ainda assim, depois de uma boa explicação cheia de embasamento científico, esse cliente já mudou de ideia e aderiu os tratamentos fitoterápicos. Quando eu falo de Fitoterápico dentro da terapia capilar o que mais utilizamos são os óleos essenciais. Desde os nossos ancestrais até os dias de hoje, os óleos essenciais fazem parte da nossa vida, desempenhando um papel importante na saúde e no bem-estar.

Óleos essenciais

Os principais mitos e verdades sobre os tratamentos naturais. Veja o comentário da médica e Tricologista Dra. Anaflávia Oliveira:

Quando falamos de tratamentos naturais e a utilização de plantas nos tratamentos, tenho algumas considerações bem importantes para fazer:

  1. Temos uma quantidade considerável de artigos e pesquisas científicas comprovando a ação dos fitoterápicos nos tratamentos de pele e cabelos, inclusive com resultados surpreendentes. Utilizo muito em minhas prescrições.
  2. Como a Amanda disse, algumas pessoas associam os fitoterápicos e óleos essenciais a tratamentos de baixa performance, o que não é verdade. Atualmente, algumas empresas combinam ativos naturais com alta tecnologia, gerando inclusive um resultado superior quando comparamos um deles de forma isolada (ativo sintético com tecnologia X ativos naturais sem tecnologia).
  3. Tratamentos ou produtos naturais não significam ausência de efeitos colaterais, riscos e alergias. Isso é um mito que parece estar impregnado no inconsciente coletivo. Um ativo natural aplicado e utilizado de forma incorreta, pode trazer sérios prejuízos para a pele e o cabelo. Oriento procurar sempre um profissional com formação e experiência com plantas medicinais. No caso de cosméticos prontos produzidos por empresas idôneas e comprometidas com a qualidade, os produtos desde que escolhidos de acordo com o seu tipo de pele e cabelos, podem ser utilizados sem o acompanhamento de um profissional.
  4. Os tratamentos naturais que são livres de substâncias tóxicas ou irritativas para pele são essenciais para as pessoas com pele sensíveis ou com predisposição a alergias. E para isso, é necessário avaliar a composição do produto ou tratamento como um todo e não apenas o ativo fitoterápico que está sendo utilizado.
  5. Sou a favor da utilização dos ativos naturais associado à tecnologia (alta performance). Em minha experiência clínica, tenho obtido excelentes resultados.

Aqui na clínica, trabalhamos de forma integrada considerando as necessidades de cada indivíduo e respeitando sua individualidade.

Faz bem para o ser humano e para o meio ambiente!

Quer conhecer mais sobre os tratamentos capilares realizados pela nossa equipe multidisciplinar na Clínica Folyic?
Acesse: www.folyic.com.br ou ligue para (11) 2769-1796 / 96919-0354.

Bibliografia

Ferraro et al. Fitocosmética: fitoingredientes y otros produtos naturales. 1ª. ed. Buenos Aires: Eudeba, 2012.

Wolffenbutel, A. N. Base da química dos óleos essenciais e aromaterapia: abordagem técnica e científica. São Paulo: Roca, 2010.

Corazza, S. Aromacologia: uma ciência de muitos cheiros. São Paulo: Senac, 2010.