Beleza dos fios

Cabelos fracos: 5 causas da fragilidade dos fios

14/02/2019 por Drª Anaflávia Oliveira

Causas da fragilidade dos fios | Blog FOLYIC
Causas da fragilidade dos fios | Blog FOLYIC

14/02/2019

Cabelos fracos: 5 causas da fragilidade dos fios

por Drª Anaflávia Oliveira

0

HOJE VAMOS FALAR SOBRE ALGUNS FATORES NÃO RELACIONADOS A QUÍMICOS QUE SÃO RESPONSÁVEIS POR DEIXAR OS FIOS FRÁGEIS

Esse tema foi escrito pensando em você que notou uma diminuição no volume dos cabelos e percebeu que seus fios estão ficando mais frágeis e quebradiços, com aquele aspecto opaco, sem vida. E você se pergunta: “Por que meus fios estão dessa forma, se não faço nenhuma química no cabelo?”

Essa pergunta é relativamente comum entre as pacientes que atendo. Percebo que elas fazem essa pergunta com um certo tom de indignação: “Poxa, não faço química para poupá-lo e mesmo assim meu cabelo parece não ter brilho e maciez, além de não crescer mais como antes, e sinto que venho perdendo volume ao longo dos anos”

Todos esses questionamentos implicam numa série de fatores e causas da fragilidade dos fios que precisamos avaliar. Considerando que a paciente realmente não faça nenhum um tipo de química que pode deixá-lo mais frágil, avaliamos então outros fatores como:

Principais causas da fragilidade dos fios

Constituição (genética) do cabelo

Se o cabelo é muito fino por natureza, ele precisa de cuidados muito específicos para protegê-lo ao máximo de agressões ambientais e do dia a dia, como a própria água, forma de lavar e secar o cabelo, produtos para proteger a haste capilar e, neste caso, uma rotina adequada e a escolha correta de produtos (shampoo, condicionador, finalizadores etc.).

Percebo muuuuuitos erros neste sentido, e o maior deles é o uso de produtos muito adstringentes e agressivos para controle de oleosidade e caspa. Não é proibido, mas deve ser muito bem orientado para que não danifique o fio de cabelo.

Alopecias

Quem tem algum problema capilar, principalmente de forma crônica, como calvície mais avançada, queda capilar difusa (eflúvio telógeno) e as inflamatórias (alérgicas/auto-imunes/cicatriciais), com frequência se queixa de fragilidade, quebra e perda de volume dos cabelos nas pontas.

Além do cabelo não ser mais frágil e fino do que a média geral, eles ainda quebram antes de chegar ao máximo de seu comprimento. Quem nunca percebeu isso, não é mesmo?!

Esta é outra situação em que o ajuste dos produtos e da rotina é essencial para preservação dos fios. Caso contrário, ele ficará sem vida, sem forma, com muito frizz e com tendência a quebra, resultando na perda de volume e de comprimento.

Uso de secadores, chapinhas e acessórios

Métodos que, quando utilizados em excesso e de forma inadequada, podem danificar muito o cabelo, a ponto dele não crescer muito reduzir seu volume, principalmente nas pontas e na franja.

Elásticos muito apertados ou colocados e retirados sem muita delicadeza quebram muitos os fios. Vocês não percebem muito isso, pois não conseguem ver o local da quebra. Fica bem atrás, e geralmente não conseguimos ver com o espelho em casa.

Gosto de deixar bem claro que não sou contra o uso destes itens na vida da mulher, mas novamente, orientações e produtos específicos são necessários para proteger e minimizar o impacto no cabelo – tudo vai depender do tipo de cabelo e das condições em que ele se encontra.

Tricoses

São condições, em sua maioria, genéticas, mas também podem ser ambientais, que levam à lesão e deformação da haste capilar, deixando-a muito frágil e quebradiça. Ex: Tricorrexe nodosa, bubble hair, tricorrexe invaginata, moniletrix e etc.

Você pode perceber o cabelo mais seco, áspero e sem brilho. Pode também ter perda de volume, quando quebra. O exame de tricoscopia ajuda bastante no diagnóstico.

É um aparelho que usamos em consulta que conseguimos um aumento de 200x da imagem do fio de cabelo, e portanto conseguimos visualizar alterações nos fios que não conseguimos visualizar a olho nu.

Infecções

Situação não muito rara. Pacientes com infecção fúngica no fio de cabelo. Nestes casos, não são comuns sintomas de micose como conhecemos (coceira, irritação, descamação e vermelhidão).

O máximo que pode ser percebido é o cabelo mais seco, áspero e sem brilho. Também pode ter perda de volume, quando a infecção leva a quebra do fio.

Neste caso, é necessário confirmar laboratorialmente a infecção já que essas alterações podem ser muito parecida com outras patologias.

Espero que tenham gostado e até breve. 🙂

Caso conheça alguém que ficaria feliz em saber que esse programa existe e poderia ajudá-lo de alguma forma, compartilhe!

www.folyic.com.br 

agendamento@folyic.com.br

(11) 2769-1796 / (11) 94518-1135

Av. Lavandisca, 741, Conj. 25/26, Moema – São Paulo

Instagram: @folyic_tratamento_capilar

Facebook: Folyic Tratamento Capilar